Video Of Day

NOVIDADES-MOLETOM-DE-JIU-JITSU

Breaking News

Marcelinho Garcia SUSPENDE Faixas pretas de Jiu Jitsu por mau comportamento

Video Marcelinho Garcia SUSPENDE Faixas pretas de Jiu Jitsu por mau comportamento







Marcelinho Garcia SUSPENDE Faixas pretas de Jiu Jitsu por mau comportamento


No último dia 13 de Abril Marcelinho Garcia, um dos caras mais técnicos que o jiu jitsu já teve, tomou uma atitude que balançou as redes sociais, e teve repercussão em toda a mídia especializada em lutas.

Ebook - A Origem do Jiu Jitsu


Marcelinho Garcia afastou por tempo indeterminado da sua academia os atletas e faixas pretas de jiu jitsu Dillon Danis e Mansher Khera.
Pra quem não conhece Dillon Danis foi campeão mundial de jiu jitsu na faixa marrom, ganhou o Pan sem kimono na faixa preta, é lutador de MMA e a poucas semanas assinou um contrato com o Bellator.
Já Mansher Kera, ganhou a medalha de bronze no mundial de jiu jitsu sem kimono de 2016 e é o primeiro faixa preta de Jiu Jitsu, graduado por Marcelinho da Faixa branca a até faixa preta.

E Ambos lutadores são amigos, e parceiros de treino do fanfarrão Cronnor McGregor.
A notícia foi dada por Marcelinho para os dois atletas, e Marcelinho divulgou em seu canal no youtube, um vídeo explicando a decisão.

O link para este vídeo do Marcelinho está ai na descrição.

Eu não vou traduzir aqui tudo que o Marcelinho falou, até por que são 16 minutos de vídeo, a ideia desse vídeo comentar sobre o que aconteceu e dar a minha opinião em relação a este acontecimento.

Eu ainda não conheço o Marcelinho pessoalmente, mas pelo que aparenta é um cara tranquilo, humilde, veio de baixo como a grande maioria dos lutadores, e eu já fiz até um história de campeões, contanto a historia dele, que vc pode assistir no Card Acima, ou no segundo link da descrição.

Mas acima de tudo é um profissional dedicado, honrado e respeitado por tudo e por todos que o conhecem, e eu imagino o quão difícil foi pra ele tomar essa decisão.

No vídeo Marcelinho explica que atualmente alguns alunos estão focando demais nas mídias sociais, e na busca da fama. E que ele via que os dois atletas não prezaram os valores, e não seguiam o mesmo padrão que ele acredita, e que não estavam sendo o exemplo que ele quer os alunos da academia sejam.

Marcelinho comentou também que gostaria que seus faixas pretas estivessem fazendo sempre o melhor que podem pra serem exemplos que levam pessoas a lugares melhores. E infelizmente Isso não aconteceu

Comentou também que ficava pior toda vez que precisava tirar algum tempo longe da academia, e sempre alguma coisa acontecia. Ele saía por um final de semana e algo novo acontecia

Marcelinho também comentou que a decisão não foi tomada sozinho, se reuniu com os professores Paul Schreiner e Bernardo Faria, e afirmou que as portas da sua academia estão abertas para os dois atletas, desde que venham conversar com ele e que tenham realmente uma mudança de postura.

Tomar uma decisão desde calibre, de afastar da sua academia dois atletas de ponta, não deve ser nada fácil. A situação deveria estar realmente incomodando muito o Marcelinho para ele tomar essa atitude.

Eu não tenho a vivencia como professor de academia, mas tenho um vivencia corporativa de trabalhar muito tempo em empresas, e digo pra vocês que a demissão de um funcionário, dificilmente acontece do dia para a noite, a gente conversa muito, alertar sobre os pontos que não estão bem, onde o cara tem que melhorar, cria um plano de ação, muitas vezes até de recuperação, e se mesmo assim não der resultado, e chegar em um ponto que a coisa fica insustentável, e a única solução é o desligamento.


Opinião sobre o Caso


Eu gostaria de dizer eu CONCORDO em grau, número e gênero com a atitude do Marcelinho. Eu não sei exatamente o que aconteceu, qual foi o estopim para esta atitude do Marcelinho, porém pelo discurso do Marcelinho fica claro, que os caras não representam o exemplo que ele quer da academia, que eles não tem congruência com os valores praticados por ele, pela equipe, e que toda vez que ele não está na academia a coisa piora, desculpe mas tem que pedir pra sair mesmo, e fim de papo. São adultos, faixas pretas, com a carreira toda pela frente, e ainda não aprenderam a se portar, pelo amor de Deus né? Infelizmente estamos vivenciando uma geração imediatista, mimada, que não sabe o que é um planejamento de carreira, e que acredita que vai ter 20 anos pro resto da vida. 

Essa geração se sustenta e muito bem diga-se de passagem, enquanto tem gás, tem lenha pra queimar, e enquanto tem gente passando a mão na cabeça, porém quando a carreira de lutador profissional acabar, quando os grandes eventos virarem as costas, o que vai ficar? Vai viver de que? Qual o legado? Vc vai deixar seu filho treinar com um cara que a única coisa que aprender com a arte marcial foi a lutar? Eu não deixaria...
E arrisco a dizer que se todo professor analisasse seus alunos, com o mesmo critério utilizado pelo Marcelinho neste caso, ai ter muita gente ai sem academia pra treinar.


E você meu amigo, qual a sua opinião sobre o caso, concorda? discorda?, já aconteceu algo assim na sua academia? Conta pra gente ai nos comentários! Um forte abraço, muito mais ação jiu jitsu, muito mais jiu jitsu pra vc.

Nenhum comentário