Video Of Day

NOVIDADES-MOLETOM-DE-JIU-JITSU

Breaking News

O poder das repetições no jiu jitsu



O poder das repetições no jiu jitsu


Neste post falaremos um pouco sobre o poder das repetições no jiu jitsu, pois acreditamos que a prática leva a perfeição, ainda mais se tratando de uma arte que vem crescendo a cada dia com técnicas inventadas a cada minuto. Tudo isso se deve a uma geração de atletas que passou a estudar e praticar o jiu jitsu, uma geração que está revolucionando essa apaixonante arte suave chamada jiu jitsu.


Repetição

Ato ou efeito de repetir.

Nos ensinamentos do Senhor Miyagi a Daniel San, no clássico do cinema “Karatê Kid”, o mestre usa como um dos seus métodos de ensinamento a repetição.

Para chegar à sua melhor forma, o personagem principal do filme repete movimentos em atividades do dia a dia. A repetição é fundamental para aprimorar técnicas e deixar os movimentos e reflexos “automáticos”.

O poder das repetições no jiu jitsu


É um clássico no jiu jitsu ouvirmos do nosso Professor ou nosso Mestre a seguinte frase: “Se quer aprender tem que repetir” ou ” Dez não basta faça 50″.

A aprendizagem implica diretamente na aquisição de novas informações ou novos conhecimentos que ficam retidos na memória, e a aprendizagem motora, por sua vez, resulta na aquisição de novas habilidades de procedimentos.

Para tanto, é necessário um período mínimo de prática da habilidade motora para que ocorram melhoras observáveis no desempenho.

É por meio da repetição de uma habilidade motora que ocorre a retenção dessa habilidade, de forma que há uma conversão dos traços iniciais de memórias instáveis (memória de curto prazo) em uma forma estável (memória de longo prazo), robusta e resistente à degradação ao longo prazo de tempo.

Por isso ao repetirmos posições e golpes exaustivamente não só ao longo de um dia mais de um período em que treinamos esta posição (exemplo antes de um campeonato), passamos a não esquecer mais as posições e a aplica-las no instinto, parece que o corpo responde sozinho ao estímulo. Outra forma de aprendizagem é olhando os treinos. Ao assistir repetitivamente posições acabamos gravando e levando esse conhecimento a um nível mais profundo, ao que chamamos de estável. Quem nunca aplicou um golpe, ou fez uma posição e se perguntou, caramba como eu fiz isso? Isso porque alguma vez você treinou ou assistiu e aprendeu esta posição ou golpe e ficou retido no seu conhecimento de memórias estáveis (memória de longo prazo).

Drill


Hoje no jiu jitsu moderno fala-se muito em treinamento funcional, treinamento específico, mas chama a atenção a notoriedade que tem se dado ao drill, que é uma série de exercícios que visam melhorar e aperfeiçoar certas habilidades na qual se tem dificuldade em realiza-las. É como se dividisse o exercício em partes para melhorar somente onde que se quer ter um melhor desempenho.
Lembrete

A primeira forma de aprendizado no jiu jitsu é olhando, por isso os Professores sempre alertam para a importância de olhar os mais graduados treinando, através do olhar que passamos a “pegar o jogo” daquele casca grossa da academia graças ao neurônio espelho.

Nós, seres humanos, temos uma facilidade inata para imitar gestos, palavras e atitudes dos outros, facilidade que tanto é útil para conhecer como para reconhecer, ou seja, os neurônios espelho de um indivíduo tanto imitam como refletem (e sentem) as ações dos outros.

É assim que, desta forma, o observador realiza e sente o mesmo daquilo que observa, e daí o nome de neurônios espelho. Este fato pode comprovar-se, empiricamente, quando vemos que as crianças pequenas sorrirem quando sorrimos na sua frente.

Curiosamente, algo muito parecido com este fenômeno existe na cultura tradicional japonesa, onde uma expressão descreve a esse fato: 


Aprender olhando atentamente e imitando os gestos de quem ensina.

Nenhum comentário