Video Of Day

NOVIDADES-MOLETOM-DE-JIU-JITSU

Breaking News

História de Fernando Pontes "Margarida" Jiu Jitsu



Fernando Margarida Jiu Jitsu 


    Fernando Pontes, mais conhecido como "Margarida" dentro da comunidade jiu jitsu, é um ex-campeão mundial de peso aberto no esporte. O estilo agressivo e divertido de Margarida fez dele um dos grapplers mais reverenciados no início dos anos 2000, ele também era conhecido por sua irreverência dentro e fora das esteiras. Suas altas habilidades técnicas e sua personalidade fizeram dele uma das figuras mais reconhecidas da sua geração no Brasil. 

Nome Completo: Fernando Pontes 

Apelido: Margarida é o nome da esposa do Pato Donald. Ele recebeu o apelido quando começou a treinar em Fabio Gurgel e na academia de Fernando Yamasaki. Durante a temporada de Carnaval Margarida pediu ao seu dentista para colocar as borrachinhas do aparelho em diferentes cores (em tema com a temporada festiva). Quando ele apareceu no ginásio, Fabio Gurgel pensou que era tão engraçado que ele o chamou de Margarida. 

CONHEÇA NOSSA LOJA VIRTUAL www.lojammajiujitsu.com.br

História de Fernando Pontes "Margarida"


    Fernando "Margarida" Pontes nasceu em São Paulo, Brasil, sendo criado em uma família onde quase todos estavam envolvidos em medicina. Com um ambiente familiar com uma mentalidade acadêmica tão pesada, era difícil supor que Fernando seguiria uma carreira nos esportes, mas na verdade ele o fez. 

    Quando criança, a mãe de Margarida tentou fazê-lo praticar esportes, mas o inscreveu em uma equipe de basquete. No entanto, devido à sua pequena estatura, Fernando Pontes nunca sentiu como se tivesse um futuro no esporte, convencendo sua mãe a deixá-lo sair da equipe E desde que "Margarida" sempre foi um tanto uma ameaça nas ruas, muitas vezes pegando brigas com outras crianças, seus pais concordaram em colocá-lo em uma classe brasileira Jiu Jitsu, como uma maneira de possivelmente liberar um pouco de sua raiva. Fernando tinha apenas 13 anos quando entrou na Fórmula Academia, a academia de Fernando Yamasaki e Fabio Gurgel. 

    Fabio Gurgel não ficou muito tempo nesta academia deixando meses mais tarde para formar sua própria escola de BJJ. Margarida manteve-se ao lado de Yamasaki nos dois anos seguintes, logo após ter recebido seu cinturão azul, ele se mudou para os Estados Unidos (Washington) onde seguiu seu treinamento com outro membro da família Yamasaki, Mario (irmão de Fernando Yamasaki). Ele treinou com Mario por 6 meses, mas se mudou para a Califórnia em busca de melhor treinamento e mais competição. Em Cali Fernando Pontes começou a treinar com Fabio Santos, e foi premiado com o seu cinto roxo por Santos (ele também recebeu seu cinto marrom do mesmo mestre). 

    Seus dias de treinamento na Califórnia terminaram quando sua família voltou para São Paulo. Margarida pretendia voltar às suas raízes na Academia Fórmula, de Fernando Yamasaki, mas em um exemplo da imagem de "bad boy" que caracterizou a carreira de Fernando, teve um incidente com o porteiro da academia que terminou em uma briga e Margarida terminou Sendo expulsos. Margarida também passou algum tempo treinando com Nino Shembri, mas foi convidado a sair depois de um tempo devido a um mal-entendido entre ele e Schembri. (Todas essas informações estão disponíveis em uma entrevista concedida à revista Tatame em 2002) 

    Fernando Margarida voltou para os EUA, onde também teve tempo para treinar com seu lutador favorito, o homem que ele sempre tentou imitar nas esteiras, o lendário Rickson Gracie. Depois desse curto período com Rickson, outra viagem a São Paulo seguiu para treinar com Roberto Godoi e Otavio de Almeida, os homens que lhe concederam seu cinturão negro em 2000. Naquele ano "Margarida" conseguiu um 2º lugar tanto em seu peso como no aberto Peso dos Campeonatos Mundiais (Mundial). No ano seguinte, ele conquistou os Pan Americanos, submetendo seu ex-professor Fabio Gurgel (que nunca havia sido submetido em competição antes), e ganhou seu peso ea divisão de peso aberto da Mundial. 

    Os anos seguintes foram preenchidos com altos e baixos, com empreendimentos tanto no ADCC quanto no MMA com relativo sucesso. Muitos dos fóruns na internet argumentam que sua campanha pela competição desapareceu, principalmente devido ao status de "Playboy" alcançado por Fernando Margarida Pontes depois de alcançar fama no início dos anos 2000 combinado com o fato de que Margarida vem de uma família rica e não precisava Competir para ganhar a vida. BJJ Heroes não julga e espero que Fernando Pontes encontre em seu coração a vontade de voltar às esteiras como ele foi um dos lutadores mais divertidos para assistir no esporte.

As informações utilizadas como base desse publicação foram extraídas do site : bjjheroes.com, do próprio site das academias e/ou dos atletas, e de publicações de revistas como Graciemag, tatame, entre outras.

Nenhum comentário